Adonay Echad


Seja bem vindo (a)!!!

Últimos assuntos
Bate Papo
Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Seg 08 Fev 2016, 6:29 am
Parceiros



50




50








50




50



50

Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Pereira em Qui 13 Jan 2011, 9:10 pm

Amado Diego,

FALAMOS: Antes do madeiro, todos que morriam desciam ao sheol. Por que sangue de animais não pode perdoar pecados.

O AMADO DIZ: Antes e Depois.. A situação de inatividade dos mortos só é alterada mediante ressurreição. O Sangue de Yeshua perdoa pecados, contudo o Raboni ensinou que os mortos só sairão do SEPULCRO após seu retorno triunfal que se dá no último dia desse sistema pecaminoso (Jo 60:40, 44).

O amado erra o alvo quando faz essa afirmação. De fato para os que morreram no Ungido haverá a ressurreição. Não é este ponto que estamos focando. Isto é um fato Bíblico.

O que estamos focando que também é um fato Bíblico é a presente habitação dos mortos no Ungido. Antes todos desciam ao sheol, pelo fato de estarem nos domínios da morte. Agora após o madeiro, após o Ungido ter vencido a morte nos seus próprios domínios, todos que morrem hoje no Ungido vão estar com Ele. Aguardam debaixo do trono Branco.

Filipenses 1: 23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Mehushkhay (corrompio como Crist-s), porque isto é ainda muito melhor;



FLAMOS: Lá existia uma separação entres os justos e os injustos.

O AMADO DIZ: Perdão amado, mas esse entendimento é de suas conclusões relacionadas a uma parábola, ...

Amado sobre este assunto cabe ao amado provar que estamos falando de uma parábola. Por que nem o Ungido denominou ser uma parábola, assim como ele no Livro de Lucas fez com todas as suas parábolas.

O AMADO DIZ: Veja nobre irmão, se os homens já estão hoje separados não haveria necessidade desse texto indicar que é na VINDA gloriosa do Mashiach que se dá tal separação.

Amado, não é que estejam separados. Na verdade como falamos anteriormente os mortos não estão mais no Sheol nos domínios da morte, como antes. É simplesmente isso. Segundo as escrituras estão com o Ungido.

O AMADO DIZ: Veja que a própria Escritura Hebraica colabora que não existia separação alguma entre os mortos e tão pouco consciência na Morte: Tudo sucede igualmente a todos: o mesmo sucede ao justo e ao ímpio, ...

Não poderia ser diferente, pois também está escrito que o salário do pecado é a morte. E também está escrito que todos pecaram. Acaso o amado não entende essas coisas?

O AMADO DIZ: Amado o texto deixa bem explicadinho que o diálogo ocorrido entre os participantes da parábola jamais poderia ocorrer de forma real,

Como falamos anteriormente, cabe ao amado provar que estamos falando de uma parábola. Por que nem o Ungido denominou ser uma parábola, assim como ele no Livro de Lucas fez com todas as suas parábolas.


FALAMOS: Isso realmente mudou quando o Ungido adentro a casa do valente e levou consigo os que estavam em cativeiro.

O AMADO DIZ: Se vc estiver certo as Escrituras se enganam ..
Amado, com certeza estou certo como também as Escrituras. Infelizmente o amado continua errando o alvo pelo fato de não contextualizar a palavra DORMIR.


Saiba e entenda amado, a situação dos mortos que se encontravam no Sheol mudou. A mudança não foi de lado. Foi sim de lugar. Agora mesmo todos que morrem seguem para estar com o Odmorul (corrompido como Senh-r) Estão debaixo do Grande Trono Branco no shua-olmayao. Por este motivo é que na sua volta todos os seus santos VEM com Ele


O AMADO DIZ SOBRE O TEXTO DE ManYaohu 27: 52 os sepulcros se abriram, e muitos corpos de santos que tinham dormido foram ressuscitados; - Pois é muitos, e não todos, e no mais não podemos contar que esses mortos ressuscitaram para a vida eterna. Eles ressuscitaram mas tornaram a morrer e...

Precisamos deixar bem claro aqui que este é somente o seu entendimento sobre essas coisas. Onde já se viu, estes ressucitarem com o Ungido e voltar a essa vida para morrer novamente?
avatar
Pereira

Mensagens : 540
Pontos : 560
Data de inscrição : 21/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Diego Yo'ets em Sex 14 Jan 2011, 9:40 am

Pereirão..


Filipenses 1: 23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Mehushkhay (corrompio como Crist-s), porque isto é ainda muito melhor;

Vc apresenta esse versículo para demonstrar que os crentes estão no céu ? Tem certeza?

Só consigo notar a ESPERANÇA de um dia estar com ele. Irmão Pereira, a fé de Paulo em relação aos mortos está registrada em I Ts 4:13-18, ele cria na ressurreição no dia da vinda do Messias (I Cor 15:20-23) e não subida ao céu para fazer morada como um espírito, definitivamente Sha'ul não era Kardecista.

Irmão não faça vistas grossas ao que eu Disse sobre o messias: o Raboni ensinou que os mortos só sairão do SEPULCRO após seu retorno triunfal que se dá no último dia desse sistema pecaminoso (Jo 60:40, 44).

Amado sobre este assunto cabe ao amado provar que estamos falando de uma parábola.

Já o fiz.

Amado, não é que estejam separados. Na verdade como falamos anteriormente os mortos não estão mais no Sheol nos domínios da morte, como antes. É simplesmente isso. Segundo as escrituras estão com o Ungido

Quer dizer que até os ímpios estão no Céu ?

O AMADO DIZ: Amado o texto deixa bem explicadinho que o diálogo ocorrido entre os participantes da parábola jamais poderia ocorrer de forma real,

Como falamos anteriormente, cabe ao amado provar que estamos falando de uma parábola. Por que nem o Ungido denominou ser uma parábola, assim como ele no Livro de Lucas fez com todas as suas parábolas.

A questão no ponto abordado é mais ampla do que saber se é parábola ou não. A questão é que o texto citado de Ecl 9:5 demonstra que tanto o justo quanto ímpio estão inconscientes, portanto é incabível que Yeshua estivesse falando realmente de fatos que aconteçam ou aconteciam ensinando cotraditóriamente que se pode bater um "papo cabeça" no sheol, e justamente isso colabora para que o assunto Rico e Lázaro seja uma parábola, uma vez que Yeshua não contradizeria outros textos que atestam inatividade dos mortos (Sl 6:5 etc).

É simplesmente isso. Segundo as escrituras estão com o Ungido
.

Que Escrituras ?? A que vc citou de Ap 6:9-11, onde se trata de uma visão do futuro e ainda assim pede que os mortos continuem descansando por mais um tempo ?

Precisamos deixar bem claro aqui que este é somente o seu entendimento sobre essas coisas. Onde já se viu, estes ressucitarem com o Ungido e voltar a essa vida para morrer novamente?


Pereira.. Eu apresentei a vc Ap 20: 4 que CLARAMENTE indica que a unica ressurreição para a vida eterna será em conjunto com os que vem da grande tribulação, aqueles que não receberão a marca da besta. No Texto fica bem evidente que essa é a PRIMEIRA ressurreição, sendo assim todas as demais ressurreições que aconteceram e continuam a acontecer não podem ser enquadradas como ressurreições para eternidade, pois isso colocaria Ap 20: 4 em discordância, pois lá retrata da PRIMEIRA ressurreição com essa finalidade e não uma de várias.

Irmão procure embasar seus argumentos com as Escrituras, facilitaria um exame de suas palavras.

Shalom..


___________________________Adonay Echad__________________________________________

A Lei não salva o homem pecador, apenas ensina o menino como deve andar.
avatar
Diego Yo'ets
Administrador
Administrador

Mensagens : 594
Pontos : 843
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 34
Localização : Fortaleza-Ce

http://adonayechad.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Pereira em Sex 14 Jan 2011, 2:03 pm

Amado Diego,

O AMADO DIZ: Vc apresenta esse versículo para demonstrar que os crentes estão no céu ? Tem certeza? Filipenses 1: 23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Mehushkhay (corrompio como Crist-s), porque isto é ainda muito melhor;


Amado, apresento este verso para provar que Shaul sabia que morrendo iria estar com o Seu Maor o Ungido.

O AMADON DIZ: Paulo em relação aos mortos está registrada em I Ts 4:13-18, ele cria na ressurreição no dia da vinda do Messias (I Cor 15:20-23) e não subida ao céu para fazer morada como um espírito, definitivamente Sha'ul não era Kardecista.

Sim amado e todos nós devemos crer côo Ele e aguardar o arrebatamento se na sua vinda estivermos vivos, ou se já morremos, devemos crer na ressurreição. O que o amado não entende é que todos os mortos no Ungido, agora mesmo já estão com o Seu Salvador. Aguardam o momento em que retornar5ão com ele para ressucitarem juntamente com os que estiverem vivos e serão retirados.

O AMADO DIZ: Irmão não faça vistas grossas ao que eu Disse sobre o messias: o Raboni ensinou que os mortos só sairão do SEPULCRO após seu retorno triunfal que se dá no último dia desse sistema pecaminoso (Jo 60:40, 44).

Sim amado, a ressurreição com certeza ocorre na sua vinda. Agora os seus santos virão com ele para ressucitartem.

FALAMOS: Amado sobre este assunto cabe ao amado provar que estamos falando de uma parábola.

O AMADO DIZ: Já o fiz.

Quando????
Cabe a réplica a essa postagem e tantas outras sobre este assunto? Veja a baixo:

Como todos nós já sabemos, parábolas são alegoria e não um fatos reais. Por este motivo à Bíblia prontamente as identifica como tais.

Lucas 8:4 - “E ajuntando-se uma grande multidão, e vindo de todas as cidades ter com ele, disse por parábolas...”
Lucas 8:11 - “Esta é pois a parábola...”
Lucas 12:16 - “E propôs-lhes uma parábola, dizendo...”
Lucas 14:7 - “E disse aos convidados uma parábola...”
Lucas 15:3 - “E ele lhes propôs esta parábola, dizendo...”
Lucas 18:1 - “E contou-lhes também uma parábola...”
Lucas 18:9 - “E disse também esta parábola...”


Agora observe que no relato do Rico e Lázaro (Luas 16), não é identificado como Parábola. Isso é feito por conta e risco daqueles que desejam de todos os modos fazer valer suas doutrinas contrarias a Bíblia.
Essa narrativa não é uma parábola. E uma das razões para isso está no fato de que nessa história são dados nomes próprios. Em todas as outras parábolas de Yaohushua simplesmente não encontramos nomes de pessoas.
Sabemos todos que Yaohushua o ungido sempre fala a verdade e sobre coisas verdadeiras. Com certeza Yaohushua não falaria acerca de algo que não existisse e muito menos confirmaria uma ideia errada sobre esta questão.
E se ele coloca no texto o nome de uma figura tão importante da história dos Yaohudim, que é Abraão, dEle não podemos duvidar.
Além disso, ao estudar melhor outras narrativas semelhantes, especialmente no livro de Lucas, observamos que o autor do evangelho (Lucas) ou o próprio Ungido sempre diz quando se trata de uma parábola, como é o exemplo a cima demonstrado.

FALAMOS: Amado, não é que estejam separados. Na verdade como falamos anteriormente os mortos não estão mais no Sheol nos domínios da morte, como antes. É simplesmente isso. Segundo as escrituras estão com o Ungido

O AMADO DIZ: Quer dizer que até os ímpios estão no Céu ?

O amado não sabe que A Bíblia menciona duas ressurreições, a dos Justos e a dos Injustos havendo um intervalo de 1007 anos entre elas (Dn 12:2; Jo 5:28,29; Ap 20:5).

Para os ímpios não houve qualquer alteração quanto ao seu estado no mundo dos mortos. Continuam no Sheol onde ficarão retidos em sofrimento conscientes até o Juízo Final do Grande Trono Branco, após o Milênio quando ressuscitarão para serem julgados e postos no inferno eterno (Lago de Fogo).

Os ímpios falecidos estão separados do Altíssimo eternamente (Lc 16:23).
Os ímpios estão num lugar fixo (Lc 16:23).
Os ímpios falecidos estão conscientes (Lc 16:27,28).
Os ímpios falecidos estão aguardando castigo eterno (I Pe 2:9).



O AMADO DIZ: A questão no ponto abordado é mais ampla do que saber se é parábola ou não.


O amado está errando o alvo novamente. Este ponto definido com certeza farão valer as palavras do Ungido sobre este assunto.

O AMADO DIZ: A questão é que o texto citado de Ecl 9:5 demonstra que tanto o justo quanto ímpio estão inconscientes, portanto é incabível que Yeshua estivesse falando realmente de fatos que aconteçam ou aconteciam...

Este é somente a voz do seu raciocínio lógico tentando fazer valer a doutrina que o amado apregoa. Por que se admitir que o Ungido está falando a verdade sobre fatos relacionados ao seu sacrifico no madeiro, o amado terá que urgentemente rever seus conceitos.

O AMADO DIZ: Eu apresentei a vc Ap 20: 4... No Texto fica bem evidente que essa é a PRIMEIRA ressurreição, ...


Sim amado, cncordamos que o texto comenta sobre a primeira ressurreição. Como também sabemos que a primeira ressurreição ocorrerá em três fases:

Primeira fase: YAOHUSHUA, O Messias e as Primícias
Segunda fase: Os que são de YAOHUSHUA, O Messias na Sua vinda.
Terceira fase: Os mártires da Grande Tribulação no Julgamento das Nações. (Dn 12:2; Mt 25:31).

avatar
Pereira

Mensagens : 540
Pontos : 560
Data de inscrição : 21/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Diego Yo'ets em Sex 14 Jan 2011, 5:52 pm

Pereirão ..

Amado, apresento este verso para provar que Shaul sabia que morrendo iria estar com o Seu Maor o Ungido.

Sim, irmão ele sabia e sabia tbm em que tempo isso aconteceria. Shaul sabia que vida após a morte somente pela ressurreição, tanto que disse:

Eis que eu lhes digo um mistério: nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, 52 num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta. Pois a trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados. 53 Pois é necessário (OBRIGAÇÃO) que aquilo que é corruptível se revista de incorruptibilidade, e aquilo que é mortal, se revista de imortalidade. 54 Quando, porém, o que é corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal, de imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrita: "A morte foi destruída pela vitória".

Paulo nos ensina que para se voltar a viver após a morte é necessário ressurgir e esse ressurgir se refere em recebermos os ajustes no corpo carnal afim de que tornemos a vida de modo incorruptivel, em momento algum Paulo ensina que viveremos espiritualmente em outro plano ou dimensão.

Quem sempre alegou que o homem jamais morreria foi a serpente no Éden, enquanto D'us atestou que o homem morreria. D'us não disse que passaria a outro plano, ficou evidente que morte é a separação do homem de seu Criador. Todos morrem em castigo de seus pecados, essa é sua condenação. Paulo deixou claro que a morte ainda assombra o homem e essa só será extinta após a incorruptibilidade e imortalidade dada na vinda de Yeshua.
Irmão pelo que vc afirma dá a entender que os santos que já morreram estão no céu vivendo a bastante tempo, portanto já se tornaram imortais a um bom tempo e isso vai de encontro com o tempo determinado para que isso ocorra, porque mais uma vez no texto citado, está dito que é somente na vinda de Yeshua que ocorrerá tal benção.

O que o amado não entende é que todos os mortos no Ungido, agora mesmo já estão com o Seu Salvador. Aguardam o momento em que retornar5ão com ele para ressucitarem juntamente com os que estiverem vivos e serão retirados.

Então quer dizer que a Bíblia ensina que os homens justos morrem, vão para o céus, depois voltam e ressuscitam ? Então é assim: O que sobe é o espírito enquanto o corpo fica na terra, ai quando Yeshua voltar traz de volta o espírito deles e coloca dentro do corpo de novo ?? É isso ??
Se for isso queria ler nas Escrituras um verso apenas que colabore com ssa idéia esdrúxula, pois isso é surreal e bizarro. Se os mortos já estão no céu nem tem o porque Yeshua os ressuscitar, já estão VIVOS.

Sim amado, a ressurreição com certeza ocorre na sua vinda. Agora os seus santos virão com ele para ressucitartem.

Apresente o texto.

O amado não sabe que A Bíblia menciona duas ressurreições, a dos Justos e a dos Injustos havendo um intervalo de 1007 anos entre elas (Dn 12:2; Jo 5:28,29; Ap 20:5)

Sim irmão, a Biblia apresenta duas ressurreições, não há dúvidas nisso, porém é uma (1) para os justos e uma (1) para ímpios que no toral são duas.
A primeira é dos justos e se dá com TODOS os justos no momento da vinda de Yeshua, inclusisve os atribulados farão parte (Ap 20: 4-5) a segunda ressurreição ocorrem 1000 anos (eu disse MIL ANOS) pois é assim que está escrito sem invencionice alguma .

O restante dos mortos não voltou a viver até se completarem os mil anos. ) Esta é a primeira ressurreição. 6 Felizes e santos os que participam da primeira ressurreição! (Ap 20:5-6)

Legal o que o texto diz: Os mortos não voltaram a viver antes dos mil anos. Mas o irmão firma que estão conscientes e sofrendo. Não sei porque João não ensinou isso de tormento!? Cabia muito bem,João dizer que os ímpios estão sendo atormentados, não o fez pois isso não existe!

Para os ímpios não houve qualquer alteração quanto ao seu estado no mundo dos mortos. Continuam no Sheol onde ficarão retidos em sofrimento conscientes até o Juízo Final do Grande Trono Branco, após o Milênio quando ressuscitarão para serem julgados e postos no inferno eterno (Lago de Fogo).

Então revise seu post passado, pois segundo vc não existe separação, mas pelo que vc acabou de falar, está claro que agora os ímpios continuam no Sheol e os justos estão no céu e deixaram o lado bom vazio. Contrariando meu argumento passado de que Somente na vinda de Yeshua se haverá a tal separação (Jo 6)

Só uma curiosidade, o que a Biblia fala que acontecerá com o seio de Abraham depois de todas as coisas refeitas? Onde fica mesmo esse lugar ?

Os ímpios falecidos estão separados do Altíssimo eternamente (Lc 16:23).
Os ímpios estão num lugar fixo (Lc 16:23).
Os ímpios falecidos estão conscientes (Lc 16:27,28).

Já que essa é uma doutrina que segundo vc toda a Bíblia apoia, nos dê outros textos que colaborem com tal idéia, uma vez que eu atesto que essa passagem tem um sentido figurado de ensinar não vida dos mortos, mas apresentar uma realidade por trás da idéia, vc deveria mostrar em outras passagens a corrente doutrinária que tange o que vc diz.

Este é somente a voz do seu raciocínio lógico


Que isso ?? não usei lógica humana, usei textos Bíblicos, Coloquei diante de vc um texto que invalida a LITERALIDADE das palavras de Yeshua.

Se vc quiser entender do que Yeshua está dizendo leia:
Spoiler:
Shalom Irmãos.

Já vimos no estudo anterior (Aqui) que nenhuma das quarenta e quatro parábolas proferidas por Yeshua podem ser aceitas literalmente, porque parábola é uma ilustração para clarear o ensino.
Chegamos então à conclusão de que é um equívoco considerar parábolas pelo lado literal e aplicá-las para sedimentar doutrina bíblica. Fica, por conseguinte, claro, que Yeshua não ensinou o que se prega hoje em dia, baseando-se nesta parábola.
Finalmente, afirmo, essa parábola não foi mencionada por Yeshua como uma doutrina. Digo-lhe no Senhor. A única coisa de escatológica e doutrinária, em toda a narração, só é o verso 31, que é o final da estória e que trata da ressurreição, nada mais.
O que, afinal, desejava ensinar o Senhor? É o assunto que estudaremos a seguir, com toda a sinceridade de uma meiga criança.
Fizemos o estudo literal dessa parábola, apenas para demonstrar a que absurdos chegaríamos caso a aceitássemos como uma doutrina e não uma estória, ficção, como realmente é, uma vez que ela tem sido usada literalmente para abonar a doutrina da imortalidade da alma e do céu e inferno.
O Rico da parábola era uma “símile” dos judeus, a quem D'us fez os depositários dos oráculos divinos. Deveriam por isso ser a luz das nações. Os reis da terra deveriam caminhar vendo a glória de D'us sobre eles. Isaías 60:3.
O mendigo parabólico também era uma “símile” (analogia – semelhança) dos gentios, que eram, coitados, considerados como cães, imundos e indignos do favor do Céu, pelos judeus.
Destacamos ainda, as palavras do livro Parábolas de Yeshua, págs. 267/268, este outro pensamento:
“O Senhor fizera dos judeus depositários da verdade sagrada. Nomeou-os mordomos de Sua graça. Deu-lhes todas as vantagens temporais e espirituais, encarregou-os de partilhar estas bênçãos. Uma instrução especial fora-lhes dada concernente ao tratamento de irmãos empobrecidos, dos estrangeiros dentro de suas portas e dos pobres entre estes. Não deveriam procurar ganhar tudo para o proveito próprio, antes deveriam lembrar-se dos necessitados e repartir com eles. E D'us prometeu abençoá-los de acordo com as obras de amor e misericórdia. Como o rico, porém, não estendiam a mão auxiliadora para aliviar as necessidades temporais e espirituais da humanidade sofredora. (Permitia-lhe comer das migalhas. Mas ele poderia fazer muito por ele e não o fez). Cheios de orgulho, consideravam-se o povo escolhido e favorecido de D'us; contudo não serviam nem adoravam a D'us. Depositavam confiança na circunstância de serem filhos de Abraão. ‘Somos descendência de Abraão’ (João 8:33), diziam, com altivez. Ao chegar a crise, foi revelado que se tinham divorciado de D'us, e confiado em Abraão como se fosse D'us.” –Assim que, foram os judeus comparados ao homem Rico da parábola, porque tinham as riquezas do evangelho; no entanto, não cumpriram a vontade de D'us a seu respeito, que era de ser a luz dos gentios. Os judeus apenas pegavam carona na fé de Abraão, onde deveriam eles mesmos devotarem sua fé. No campo religioso, os pobres gentios pegavam mesmo, apenas as migalhas.
No pátio do Templo de Jerusalém havia uma linha demarcatória que, se os gentios dali passassem, eram mortos no ato, isso porque eram considerados indignos de cultuar a Jeová neste santuário. .
Entretanto, encontramos nas Escrituras belos exemplos de verdadeira fé entre os gentios, como é o caso do centurião romano de Cafarnaum pedindo a Yeshua que curasse seu criado, conforme se lê em Mateus 8:5-13. Nesta experiência o centurião expressou exatamente o que os judeus pensavam dos gentios:
“No sou digno de que entreis em minha casa...” (verso .
No entanto, o centurião demonstrou grande fé quando disse: “Diga somente uma palavra e meu criado sarará...” (verso . Yeshua curou o servo daquele gentio e publicamente elogiou sua fé com estas palavras: “...Nem mesmo em Israel encontrei tanta fé...” (verso 10), assegurando que muitos gentios assentar-se-ão à mesa com Abraão (Veja Gálatas 3:27-29; Romanos 10:12). Anote agora, este outro belo exemplo de sublime e sincera fé:
“E, partindo Yeshua dali, foi para as bandas de Tiro e Sidom. E eis que uma mulher Cananéia, que saíra daquelas cercanias, clamou dizendo: Senhor, filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoniada. Mas Ele não lhe respondeu palavra. E os discípulos, chegando ao pé dEle, rogaram-lhe dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós. E Ele respondendo disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. Então chegou ela e adorou-O dizendo: Senhor, socorre-me. Ele porém, respondendo disse: Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos. E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores. Então respondeu Yeshua, e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé: Seja isto feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã.” – Mateus 15: 21-28.
Yeshua não possuía o preconceito dos judeus com relação aos gentios. Ele apenas procedeu assim para que fosse revelada, publicamente, a fé daquela mulher gentílica, naquEle que veio para o Seu próprio povo, e este não O aceitou.
Aqui estão, amados, dois exemplos de grande fé, revelada por aqueles que eram literalmente considerados como “cães”, indignos dos favores e bênçãos divinos, por serem gentios. No entanto, mereceu do Mestre elogios tais, por uma fé que não havia encontrado em Seu próprio povo.
Por favor, observe a preferência de Yeshua pelos FILHOS. Quem são eles?
Mateus 10:5-6
“Yeshua enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho das gentes, nem entrareis em cidade de samaritanos; mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel.”
Eram, portanto, os filhos, a casa de Israel, nação judaica, aquele povo tão amado por D'us, nação diferenciada entre todas com bênçãos inefáveis; e agora, para sedimentar, provar o cuidado, amor, preferência de D'us por ela, o próprio Yeshua vem, e envia discípulos a lhes pregar as boas-novas do Reino.
Por conseguinte, queria Yeshua ensinar, na parábola do Rico e Lázaro, que os judeus (Rico) banqueteavam-se na mesa da verdade, enquanto os gentios (Lázaro), coitados, eram os cachorrinhos que procuravam a todo custo apanhar migalhas do evangelho. E parabéns para eles, passaram das migalhas para as gemas puras e cristalinas do santo evangelho do Senhor.
Os ricos vestiam-se de linho branco. O branco significa paz, pureza, e era isso que D'us lhes desejava, caso ouvissem, e fossem fiéis ao legado divino. Os gentios eram o Lázaro tão repelente quanto o leproso. Eram os leprosos espirituais. Não tinham direito, como pensavam os judeus, às bênçãos e favores de D'us. Mas, irmão, a mesa da verdade, da qual se orgulhavam os judeus, tornou-se em laço para eles.
Romanos 11:9
“E Davi diz: Torne-se-lhes sua mesa em laço, e em armadilha, e em tropeço, por sua retribuição.”
E, na verdade, esse foi o quinhão de um povo recalcitrante, endurecido por tanta desobediência e rebelião. Embora representassem a preferência nacional de D'us, os judeus rejeitaram e mataram o Senhor do evangelho, por isso foram “quebrados” e outros “galhos” foram “enxertados” na Oliveira – nós, os gentios – representados na parábola, por Lázaro, o mendigo. Romanos 11:17-21.
A maior prova de que o Rico (nação judaica) recebeu “seus bens em sua vida”, como informa a parábola, foi o fato de ter sido chamada para ser o sacerdócio real de D'us na Terra, nação santa, peculiar. Sobre ela dispensou o Senhor, por séculos, bênçãos sem medidas, deu-lhes uma terra onde mana leite e mel e por fim deu-lhes o próprio Messias. E qual foi a reação do Rico (judeus)?: “...Veio para o que era Seu, e os Seus não O receberam...” João 1:11.
Os judeus, portanto, rejeitaram o Messias (o Rico morre). Esta rejeição consolidou-se com o apedrejamento de Estêvão, o primeiro mártir (Atos 7:54-60), quando então os filhinhos ou o Rico da parábola, perderam definitivamente a preferência divina, bem como o direito à salvação como um povo, embora individualmente tenham direito a ela.
Após o apedrejamento de Estêvão, ocorreu uma grande perseguição aos cristãos (Atos 8:1). Esta perseguição, conquanto não pareça, constituiu-se em uma milagrosa operação celestial, pois o evangelho foi anunciado poderosamente aos gentios (Lázaro), para que eles também participassem do banquete da salvação. Agora, não comeriam mais migalhas da mesa de seu Senhor, mas fariam parte inconteste da mesa da verdade. Veja que maravilhoso:
“Mas Paulo e Barnabé, usando de ousadia, disseram: Era mister que a vós se pregasse primeiro a Palavra de D'us; mas visto como a rejeitais, e não vos julgais dignos da vida eterna, eis que nos voltamos para os gentios; porque o Senhor assim no-lo mandou: Eu te puz para luz dos gentios, para que sejas de salvação até os confins da Terra. E os gentios ouvindo isso, alegraram-se, e glorificavam a Palavra do Senhor; e creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna. E a Palavra do Senhor se divulgava por toda aquela província.” Atos 13: 46-49.
“Ouviram os apóstolos e os irmãos que estavam na Judéia, que também os gentios tinham recebido a Palavra de D'us.” Atos 11:1.
Perceba o quadro atual:
O RICO EM TORMENTO
(judeus)
Perderam a hegemonia nacional, conforme a Parábola. Perderam o privilégio de ser o povo escolhido de D'us (Deut. 7:6). Perderam o majetoso templo, a nação, e dispersos foram por todo o mundo. Muito embora D'us os ame a todos, e, individualmente tenham direito à salvação, desde que aceitem a Yeshua HaMashiach como Salvador pessoal.
LÁZARO CONSOLADO
no seio de Abraão
(gentios)
Possuem a verdade, exercem fé, crêem, vivem e pregam o evangelho, esperam a volta de Yeshua e transformaram-se na geração eleita de D'us, ouça: “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquEle que vos chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz; vós que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de D'us; que não tinheis alcançado misericórdia, mas agora alcan-çastes misericórdia.” I. Pedro 2:9-10.
ABRAÃO
Entrou nessa parábola, porque é considerado o pai da fé, segundo a Bíblia. E todos os que se salvarem, o serão pela fé em HaMashiach, e nunca por obras ou méritos próprios; e serão chamados filhos de Abraão pela fé. Gálatas 3: 9.
O SEIO DE ABRAÃO
Quer dizer, simplesmente: Privilégios e favores. Ó gentios! Como D'us nos ama!
Para finalizar, tenhamos em mente este pensamento:
“Na parábola do Rico e Lázaro, HaMashiach mostra que nesta vida os homens decidem seu destino eterno. Durante o tempo da Graça de D'us, esta é oferecida a toda alma. Mas, se os homens desperdiçam as oportunidades na satisfação própria, segregam-se da vida eterna. Não lhes será concedida nova oportunidade. Por sua própria escolha cavaram entre eles e D'us um abismo intransponível.” – Paráb. de Yeshua, pág. 260.
Meus queridos irmãos, está claro que, nesta parábola, Yeshua continua apresentando a lição iniciada com a parábola do mordomo infiel de Lucas 16:1-12, e a tônica de Seu ensino é que o “destino eterno” de uma pessoa é determinado pelo uso que ela faz das oportunidades que se apresentam HOJE.
Assim, pois, sem sombras de dúvidas, a parábola do Rico e Lázaro foi apresentada por Yeshua para esclarecer definitivamente que o destino do homem – rico ou pobre é decidido aqui nesta vida, “pelo uso feito dos privilégios e oportunidades” conferidos por D'us.
Leia, como complemento: Mateus 16:27; 25:31-41. I Coríntios 15:51-55. I Tessalonicenses 4:16-17. Apocalipse 22:12, etc.
Tenho ânsias de explodir em brados de aleluias ao Senhor, pois que Ele é bom, e nos dá sabedoria para andarmos

sabemos que a primeira ressurreição ocorrerá em três fases:

Não irmão não sabemos não!! Isso é vc quem está dizendo, pois as Escrituras em Ap 20:4-7 deixa bem catalogado que só existe duas ressurreições. Uma na Vinda do Messias e outra após o milênio.

Só um delalhe, não existe as primicias (plural) o que de fato existe é a primicia (singular) e esse é Yeshua. (I cor 15:20)


Shabat shalom..

___________________________Adonay Echad__________________________________________

A Lei não salva o homem pecador, apenas ensina o menino como deve andar.
avatar
Diego Yo'ets
Administrador
Administrador

Mensagens : 594
Pontos : 843
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 34
Localização : Fortaleza-Ce

http://adonayechad.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Pereira em Sex 14 Jan 2011, 6:54 pm

Amado Diego,

O AMADO DIZ: Sim, irmão ele sabia e sabia tbm em que tempo isso aconteceria. Shaul sabia que vida após a morte somente pela ressurreição, tanto que disse:

O amado está desconsiderando o estado intermediário entre o momento da morte e o dia da ressurreição. Shaul estava bem certo de que se morresse naquele momento, estaria imediatamente com o Ungido. E com certeza essa também deve ser nossa bendita esperança. Pois a partir do calv´=ario e ressurreição do Ungido, os que são do Ungido não descem mis ao sheol. Vão estar com o Ungido.

O AMADO DIZ: Paulo nos ensina que para se voltar a viver após a morte é necessário ressurgir e esse ressurgir se refere em recebermos os ajustes no corpo carnal afim de que tornemos a vida de modo incorruptivel, em momento algum Paulo ensina que viveremos espiritualmente em outro plano ou dimensão.


Shaul está corretíssimo quando ensina que na ressurreição receberemos corpos incorruptíveis. O que não podemos deixar de falar é que Shaul também ensina que enquanto não chega o tempo da ressurreição os que morreram na fé estão com o Ungido. Ele ainda afirma que estar com o ungido na morte e melhr.

Filipenses 1: 23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Mehushkhay, porque isto é ainda muito melhor;



O AMADO DIZ: Quem sempre alegou que o homem jamais morreria foi a serpente no Éden, enquanto D'us atestou que o homem morreria.

Amado, quem está falanod aqui que o homem jamais morrerá? O quew estaos afirmando segundo a Bíblia é que quando o crente morre ele vai estar com o Ungido. Acaso não lestes nos escritos?

Filipenses 1: 23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Mehushkhay, porque isto é ainda muito melhor;

O AMADO DIZ: Irmão pelo que vc afirma dá a entender que os santos que já morreram estão no céu vivendo a bastante tempo, portanto já se tornaram imortais a...

Amado Diego, acaso o amado não crer nas palavras do Ungido? Crês isto?
Yaohukhánam (João) 11: 26 e todo aquele que vive, e crê em mim, jamais morrerá. Crês isto?

FALAMOS: O que o amado não entende é que todos os mortos no Ungido, agora mesmo já estão com o Seu Salvador. Aguardam o momento em que retornarão com ele para ressucitarem juntamente com os que estiverem vivos e serão retirados.

O AMADO DIZ: Então quer dizer que a Bíblia ensina que os homens justos morrem vão para o céus, depois voltam e ressuscitam ? Então é assim: O que sobe é o espírito enquanto o corpo fica na terra, ai quando Yeshua voltar traz de volta o espírito deles e coloca dentro do corpo de novo ?? É isso ??

Acaso o amado não sabe que há corpos espírituais e corpos terrestres?

1Corintios 15: 40 Também há corpos celestes e corpos terrestres, mas uma é a glória dos celestes e outra a dos terrestres.


O AMADO DIZ: Se for isso queria ler nas Escrituras um verso apenas que colabore com isso, pois isso é ssureal e bizarro. Se os mortos já estão no céu nem tem porque Yeshua os ressuscitar, já estão VIVOS.

Verdadeiramente o amado não sabe o que estar salvo no Ungido.
Romanos 6: 8 Ora, se já morremos com Mehushkhay (corrompido como Crist-s), cremos que também com ele viveremos,

Filipenses 1: 23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Mehushkhay, porque isto é ainda muito melhor;

Colossenses 3: 1 Se, pois, fostes ressuscitados juntamente com Mehushkhay, buscai as coisas que são de cima, onde Mehushkhay está assentado à destra de ULHIM.


FALAMOS: Sim amado, a ressurreição com certeza ocorre na sua vinda. Agora os seus santos virão com ele para ressucitartem.

O AMADO DIZ: Apresente o texto.

Yaohudáh (Jud-s) 14 Para estes também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o YHWH (lê-se Yaohu) com os seus milhares de santos,

Zochar-YÁOHU (Zacarias)14: 5 ... Então virá YHWH meu ULHIM, e todos os santos com ele.


O AMADO DIZ: Só uma curiosidade, o que a Biblia fala que acontecerá com o seio de Abraham depois de todas as coisas refeitas?

A bíblia nos afirma que o SHEOL será lançado no Lago de Fogo. Acaso o amado não sabe essas coisas?

Kanódgaluth (Apocalipse) 20: 14 E a morte e o hades foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo.

O AMADO DIZ: Só um delalhe, não existe as primicias (plural) o que de fato existe é a primicia (singular) e esse é Yeshua.

O amado está esquecendo-se na sua ressurreição vários corpos ressucitaram com Ele e foram vistos por muitos.

ManYaohu 27: 51 E eis que o véu do santuário se rasgou em dois, de alto a baixo; a terra tremeu, as pedras se fenderam, 52 os sepulcros se abriram, e muitos corpos de santos que tinham dormido foram ressuscitados; 53 e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.

Efésios 4: 8 Por isso foi dito: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, e deu dons aos homens. 9 Ora, isto-ele subiu-que é, senão que também desceu às partes mais baixas da terra?

1 Kafos (Pedro) 4: 19 no qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão; 20 os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de ULHIM esperava, nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas, isto é, oito almas se salvaram através da água,

avatar
Pereira

Mensagens : 540
Pontos : 560
Data de inscrição : 21/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Pereira em Sab 15 Jan 2011, 10:03 am

O cotexto nos remete a essa conclusão.

Shaul, sabia que se morresse naquele momento, estaria imediatamente com o Seu Ungido.

Filipenses 1: 21 Porque para mim o viver é Mehushkhay, e o morrer é lucro.
22 Mas, se o viver na carne resultar para mim em fruto do meu trabalho, não sei então o que hei de escolher. 23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Mehushkhay, porque isto é ainda muito melhor;
avatar
Pereira

Mensagens : 540
Pontos : 560
Data de inscrição : 21/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Diego Yo'ets em Sab 15 Jan 2011, 11:29 am

Shabat Shalom Pereirão

Saiba que e um prazer falarmos com vc acerca dessas e outras coisas, mas parece que o irmão não QUER enchergar o que com clareza demonstro e se aplica em usar argumentos e quase nunca demonstra-los com versículos que colaborem com vossa filosofia.


O amado está desconsiderando o estado intermediário entre o momento da morte e o dia da ressurreição.

Irmão eu não desconsidero o estado intermédiario, por "N" vezes demonstrei através de passagens Bíblicas que os mortos estão inativos e que esse é o real estado intermediário ( Salmo 6:5; 13:3; 115:17; Eclesiastes 3:19-20; 9:5-6 e 10; Isaías 38:18-19; I Tessalonicenses 4:13-13, etc).

Shaul estava bem certo de que se morresse naquele momento, estaria imediatamente com o Ungido.
Irmão, Paulo é por acaso contraditório???

Ele disse que os mortos dormem (I Ts 4:13-18), disse que aguardam o retorno de Yeshua (I Cor 15:20-23), disse que o encontro dos mortos com o Raboni será após a manifestação gloriosa (I Cor 15:52), Disse que os Patriarcas ainda não receberam a real recompensa e mortos ainda estão esperando por nós os da fé (Hb 11:40).

Paulo sabia que os que dormem se encontrarão com o Messias, porém não imdeiatamente após a morte, mas dada a ordem de D'us a Yeshua retornar. Paulo como eu sabia que quando se dorme a noite se acorda tempos depois para se iniciar outro ciclo pela manhã.

O que não podemos deixar de falar é que Shaul também ensina que enquanto não chega o tempo da ressurreição os que morreram na fé estão com o Ungido. Ele ainda afirma que estar com o ungido na morte e melhr.

Filipenses 1: 23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Mehushkhay, porque isto é ainda muito melhor;

Irmão eu tbm anseio partir e estar com Yeshua, contudo sei do periodo de dormencia que passarei antes que isso ocorra, pois o mesmo Paulo alegou isso em suas cartas.

Yaohukhánam (João) 11: 26 e todo aquele que vive, e crê em mim, jamais morrerá. Crês isto?

E essa pasagem por acaso atesta que o homem não morre? Bem, só no Rj essa semana foram mais de 400. (oremos pelas familias). Ou será que atesta que o homem já ressuscita quando morre? Irmão quem responde essa questão é Jo 5:28, 6:40 e 44.


Romanos 6: 8 Ora, se já morremos com Mehushkhay (corrompido como Crist-s), cremos que também com ele viveremos,

E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós também. (Jo 14:3)

Querido, a promessa de Yeshua de estar com seus irmãos e seu povo é através de sua segunda vinda e não vida no céu anterior a isso.


Colossenses 3: 1 Se, pois, fostes ressuscitados juntamente com Mehushkhay, buscai as coisas que são de cima, onde Mehushkhay está assentado à destra de ULHIM.

Esse texto fala de vida no além?

Yaohudáh (Jud-s) 14 Para estes também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o YHWH (lê-se Yaohu) com os seus milhares de santos,

Quanto a estes foi que também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor entre suas santas miríades (JFA-RA)

Também Henoc, o sétimo depois de Adão, profetizou sobre esses indivíduos, quando disse: "Eis que o Senhor veio com seus exércitos de anjos (bíblia de Jerusálem)

e de fato o dicionário Strong revela que μυριας (murias) se remeta a HOSTES incontáveis.

Vemos nitidamente em Mt 24;29-31 e I Ts 4:13-18 que os que vem com Yeshua são seus anjos.


Zochar-YÁOHU (Zacarias)14: 5 ... Então virá YHWH meu ULHIM, e todos os santos com ele.

O entendimento é que os Santos são revestidos de incorruptibilidade na VINDA do Messias e segue ai a guerra do Armagedom. O santos lutarão ao lado de D'us. (leia o contexto)


ManYaohu 27: 51 E eis que o véu do santuário se rasgou em dois, de alto a baixo; a terra tremeu, as pedras se fenderam, 52 os sepulcros se abriram, e muitos corpos de santos que tinham dormido foram ressuscitados; 53 e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.

Irmão, Disso já falei. Apresentei Ap 20:4-6 que falam de duas ressurreições diferentes, onde a primeira ocorre com TODOS os Santos, inclusive os atribulados do futuro, portanto ainda não ocorreu. Não adianta vc vir com argumentos fracionários querendo dividir coisas indivisíveis, pois quando falamos de Primeira é porque nunca houve uma anterior a essa.

Outra coisa que poderia lhe dizer é que Yeshua garantiu que subiria ao Céu preparar a Cidade que descerá para os justos, portanto é um tanto estranho alegarmos que aqueles que ressuscitam naquele dia tenha subido com o Messias.

Em Atos 1 fica evidente que Yeshua subiu SOZINHO e jamais foi visto com alguém.

Se aqueles mortos ressuscitaram naquele tempo para a Eternidade corrompe dizermos que as Escrituras se contradiga quando em I Cor 15:20-23 atesta que Ressurreição se dá SOMENTE na SEGUNDA vinda de Yeshua e não antes disso.


Efésios 4: 8 Por isso foi dito: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, e deu dons aos homens. 9 Ora, isto-ele subiu-que é, senão que também desceu às partes mais baixas da terra?

Sim, Yeshua levou cativo o cativeiro, contudo não se refere a mortos. O activeiro que prende os homens é o pecado e esse Yeshua levou sobre si.

1 Kafos (Pedro) 4: 19 no qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão; 20 os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de ULHIM esperava, nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas, isto é, oito almas se salvaram através da água,

Irmão, O texto deixa claro que a pregação se deu enquanto a arca era construida e não no Sheol.


Shabat Shalom...

___________________________Adonay Echad__________________________________________

A Lei não salva o homem pecador, apenas ensina o menino como deve andar.
avatar
Diego Yo'ets
Administrador
Administrador

Mensagens : 594
Pontos : 843
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 34
Localização : Fortaleza-Ce

http://adonayechad.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Pereira em Sab 15 Jan 2011, 8:19 pm

Amado Diego,

Para nós também é um grande prazer falar sobre essas coisas com você.

O AMADO DIZ: rmão eu não desconsidero o estado intermédiario, por "N" vezes demonstrei através de passagens Bíblicas que os mortos estão inativos e que esse é o real estado intermediário


Isso acontecia antes do madeiro, quando a orte tinha domínio sobre os seres humanos.. Está claro que após a morte e ressurreição do Ungido, tudo mudou. EIS QUE TUDO SE FEZ NOVO.
avatar
Pereira

Mensagens : 540
Pontos : 560
Data de inscrição : 21/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Prushim em Dom 16 Jan 2011, 5:21 pm

Diego escreveu:Shalom Prushim..

Exelente postagem, comentarei não porque não concorde mas para embasa-la, com o que se segue pelas Escrituras.

Toda esperança do verdadeiro crente em relação a sua salvação deve estar fixada na esperança da transformação corporea ou da ressurreição e nada mais além disso.

Exelente!!! O que passar disso é engano maléfico promovido por tipos de espiritismos JAMAIS apoiado pelas Escrituras. Toda e qualquer vida após a morte narrada nas Escrituras é predita em conjunto com a doutrina da RESSURREIÇÂO e não vida espiritual no além, paraiso, sheol/ hades ou abismo, uma análise simples das Escrituras com esse devido entendimento em mente, esclareceria todo e qualquer leitor.


Ambos os fatos (ressurreição e/ou transformação) ocorrem no arrebatamento da Eklesia do Eterno e jamais anterior a isso.

Exatamente!! E disso está Escrito:

22 ​Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em HaMashiach. (SOMENTE NELE)
23 ​Cada um, porém, por sua própria ORDEM: HaMashiach, o PRIMEIRO; depois, os que são de HaMashiach, NA SUA VINDA (NÂO ANTES). ( I Co 15)

Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: que todo aquele que vê o Filho e crê nele tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último Dia. (Jo 6:40)

Ninguém pode vir a mim, se o Pai, que me enviou, o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último Dia. (Jo 6:44)

Eis que eu lhes digo um mistério: nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, 52 num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta. Pois a trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados. (I Co 15)


No tempo de Yeshua vemos nitidamente que só existia (basicamente) duas correntes dominantes os fariseus e os saduceus, onde os fariseus (prushim) eram os que mais se pareciam com a instrução de Yeshua haMashiach a respeito da vida do Olam habá

Pois é, NINGUÈM jamais falou de vida em espíririto, nem mesmo a parábola do rico e Lazaro, posto que o ensino é uma símile entre o Rico (judeus) e os mendigos (Gentios). Onde o Rico se abastava do privilêgio da salvação enquanto ao gentio só restava as migalhas.

Paulo era fariseu e cria na ressurreição de mortos e jamais ensinou a seus talmidim uma situação de pré-vida fora do corpo ausente de ressurreição.


Pena que os "teólogos" não enchergam isso, preferem ficar arragaidos em mentiras pré fundadas. Paulo teve chances de sobra para falar que os mortos estão no bem bom ou num infernão de fogo contudo nunca o fez. E justamente não o fez pois essa doutrina é extranha aos discípulos de Yeshua.

Vemos que mesmo depois de cerca de 30 anos após a ressurreição do primogênito dos mortos, a saber Yeshua, Sha'ul ensina que os mortos precisam e ainda irão ressuscitar, se há dúvidas nisso basta conferir I tes 4:16.

É justamente nesse ponto que Paulo deveria ter ensinado sobre o paraiso que SUPOSTAMENTE "vive" os justos que morreram, mas o que vemos ?? Vemos o Shaliach ensinando que os mortos DORMEM e serão ressuscitados mediante o Retorno do Messias. Vale relatar que Paulo consolava a Igreja, nada seria mais confortante para eles, que saberem que seus entes mortos estavam no céu, mas essa não foi a "novidade" que Paulo os revelou, preferiu seguir com o conceito de ressurreição ao invés dessa esdruxula doutrina de vida espiritual.

Obrigado pelas palavras de conforto e apoio..

Lehitraot.

Ok irmão, foram muito boas as complementações.

Fique na Shalom do Eterno.
avatar
Prushim
Fariseu
Fariseu

Mensagens : 18
Pontos : 28
Data de inscrição : 21/11/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Pereira em Seg 17 Jan 2011, 7:11 pm

Antes da Ressurreição de YAOHUSHUA, O Messias, o Sheol era habitado tanto pelos Justos (Jó 14:3; Sl. 88:3; Gn 34:35) como pelos Ímpios (Pv 5:3-5; 7:27; Sl 31:17).

No Sheol havia duas seções:

1. Um lugar de sofrimento para os ímpios (Lc 16:23,24)

2. Um lugar de descanso para os justos (Lc 16:25)

O Sheol hoje é uma prisão e as chaves estão com YAOHUSHUA, O Messias (Ap 1:18)

Entendemos que YAOHUSHUA na sua morte desceu ao Hades. Shaúl, Apóstolo dos gentios, diz em Ef 4:8,9. “Ele levou cativo o cativeiro”. Confira também em Mt 12:40.

Na sua morte ocorreu uma mudança de lugar para os justos.
Pôr isso ele disse ao ladrão da cruz “Hoje estarás comigo no paraíso” (Lc 23:43).

Entende-se, pois, que YAOHUSHUA ao Ressuscitar levou para o céu os crentes do Antigo Testamento que estavam no seio de Abraão. Como Ele prometeu (Mt 16:18). Muitos desses crentes foram ressuscitados por ocasião de sua morte. Prefigurando as Primícias (Lv 23:9-11) que fala profeticamente da Ressurreição de YAOHUSHUA, O Messias (I Co 15:20,23; Mt 27:52,53).

Para os ímpios não houve qualquer alteração quanto ao seu estado no mundo dos mortos. Continuam no Hades onde ficarão retidos em sofrimento conscientes até o Juízo Final do Grande Trono Branco, após o Milênio quando ressuscitarão para serem julgados e postos no inferno eterno (Lago de Fogo).

A Presente Situação dos Justos Falecidos

A morte física não pode interromper a comunhão entre o crente e Seu Salvador (Jo 1:25,26). Os que estão em YAOHUSHUA não podem ser separados nem pela vida e nem pela morte (I Ts 4:14-17; Rm 8:38).

Pôr isso entendemos que:

1. Os justos estão com o Altíssimo (Ec 12:7; Fp 1:23).

2. Os justos estão vivos e conscientes (Mt 22:32)

YAOHUSHUA, O Messias declara que com Ele estão os que detém a vida.

3. Os justos estão agora no Paraíso, no terceiro céu (Ap 2:7; Ap 22:1,2)

4. Os justos estão em descanso (Ap 14:13; 21:4)
No céu as tribulações deste mundo não mais nos perturbarão.

5. Os justos estão vivendo em luz (Ap 21:23,25).

6. Os justos estão vivendo em plenitude de conhecimento (I Co 13:12), tendo pleno conhecimento do Altíssimo.

7. Os justos estão servindo (Ap 7:15; 22:3). O Céu não é um lugar de inatividade, de monotonia, pois o Altíssimo faz novas todas as coisas.

8. Os justos estão em pleno gozo (Ap 21:4). O maior prazer experimentado neste mundo não poderá comparar-se ao gozo daquele dia.

9. Os justos tem estabilidade eterna. Nunca mais voltarão a este corpo corruptível.

10. Os justos estão em gozo social (Hb 12:22,23; I Ts 4:13-18). Abruham, YAOHUTzkaq, Dáuod, YAOHUcáf e todos os santos que já morreram em YAOHUSHUA, O Messias estarão juntos e se conhecerão em espírito.

11. Os justos estão em comunhão com YAOHUSHUA, O Messias (Jo 14:3; II Co 5:8; Fl 1:23; I Pe 1:Cool. Estaremos para sempre com o Rei YAOHUSHUA.
avatar
Pereira

Mensagens : 540
Pontos : 560
Data de inscrição : 21/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por ANSELMO GOLDMAN em Qui 24 Fev 2011, 5:50 pm

Algumas perguntas para consideração daqueles que acreditam na primeira mentira contada sobre o solo da Terra: "É certo que não morrereis"

Lá vão:
Questões Bíblicas para análise:

1) Se a pessoa ao morrer fosse para o céu, o inferno ou um lugar intermediário entre os dois, que necessidade haveria de Yeshua voltar e ressuscitar, se nosso ente querido já estivesse num desses lugares? (lembre-se: os filhos de HaMashiach, ressuscitarão na volta dEle! Ler 1 Coríntios 15:23). É ilógico Yeshua enviar-nos do céu “em espírito” à sepultura para depois ter de nos ressuscitar. Como harmonizar a doutrina da ressurreição com a doutrina imortalista?

2) Como crer que ao morrermos vamos para o Céu se em Hebreus 11:39 e 40 os heróis da fé ainda não obtiveram a concretização da promessa, pois YHWH não quer que sem nós eles sejam aperfeiçoados? (Lembremos de 1 Coríntios 15:20);

3) Como crer na doutrina da imortalidade da alma sendo que a eternidade do homem era condicional à obediência a YHWH, e, por desobedecerem, Adão e Eva foram privados da árvore da vida para que não se tornassem imortais como YHWH? Nós não comemos da árvore da vida… (Gênesis 3:22-23). Outra questão: Por que iremos comer da árvore da vida no céu se nosso “espírito” já é imortal? (Apocalipse 22:2);

4) Se somos imortais, por que devemos ainda “buscar a imortalidade e a incorruptibilidade”? (Romanos 2:7). Se devemos buscar, é porque não a temos;

5) Por que Yeshua diz ser a morte um sono? (João 11:11-14). Se temos uma “alma” ou “espírito” imortal, por que Yeshua disse, após Sua ressurreição, que durante a morte “ainda não tinha subido para o Pai?” (João 20:17).

6) Como harmonizar a doutrina da imortalidade da alma com o texto de Mateus 16:27, no qual diz que “a recompensa será dada quando Yeshua voltar”? Se estivessem os mortos no Céu, no inferno ou num lugar intermediário, já teriam recebido a recompensa antes mesmo do juízo final! Tal doutrina (vida após a morte) não se harmoniza com a doutrina do Juízo, que está no futuro (Atos 17:31).

7) Yeshua disse em João 11:25: “… Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá”; (João 11:25 grifo meu); Ele não disse: “… ainda que morra, vive…”. “Ao contrário, Ele declarou, que no futuro trará da sepultura aqueles que morreram nEle. Veja João 5:28 e 29”
avatar
ANSELMO GOLDMAN
Moderador
Moderador

Mensagens : 199
Pontos : 234
Data de inscrição : 10/11/2010
Idade : 40
Localização : Suzano SP

http://www.elohimomer.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Diego Yo'ets em Sab 26 Fev 2011, 10:59 am

Anselmo..

Agora a pouco, meu único filho de 3 anos, veio me perguntar se ele era um fantasminha que entrou na barriga da mãe dele quando ele nasceu.

Expliquei bem direitinho que eu coloquei uma sementinha na mãe dele, mas ele nã aceitou muito bem..

O que quero dizer é que essa maldita raiz espírita desde cedo se encarrega de ser formada em nós..


___________________________Adonay Echad__________________________________________

A Lei não salva o homem pecador, apenas ensina o menino como deve andar.
avatar
Diego Yo'ets
Administrador
Administrador

Mensagens : 594
Pontos : 843
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 34
Localização : Fortaleza-Ce

http://adonayechad.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por ANSELMO GOLDMAN em Sab 26 Fev 2011, 1:41 pm

Isso mesmo Diego. Somos catequizados desde muito cedo por isso a dificuldade de se desvencilharem desta mentira nachashista (nachash = serpente)
Irmão Pereira. sobre partir e estar com HaMashiach... bem esta era realmente a vontade de Paulo e ele diz que realmente isto é muito melhor.
Perceba porém meu querido que uma coisa é partir e a outra coisa bem diferente é chegar!
Paulo deseja partir e estar com HaMashiach mas não ensina que isto é imediato não!
Perceba que uma coisa é acordar mas a outra é levantar da cama!!!!
Partir e estar com HaMashiach não define imortalidade da alma meu irmão...
a Paz.
avatar
ANSELMO GOLDMAN
Moderador
Moderador

Mensagens : 199
Pontos : 234
Data de inscrição : 10/11/2010
Idade : 40
Localização : Suzano SP

http://www.elohimomer.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por EMBAIXADOR DO REINO em Sex 13 Maio 2011, 2:02 pm

Acho que nada pior pra penalizar os homens que a Separação Eterna de D-us ...

Shalom ou haverá Tormento eterno .... ?
avatar
EMBAIXADOR DO REINO
Moderador
Moderador

Mensagens : 330
Pontos : 351
Data de inscrição : 14/12/2010
Idade : 33

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Inferno ou morte eterna? Qual a situação atual dos mortos?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum