Adonay Echad


Seja bem vindo (a)!!!

Últimos assuntos
Bate Papo
Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Seg 08 Fev 2016, 6:29 am
Parceiros



50




50








50




50



50

FUNDAMENTOS DA FÉ MONOTEÍSTA – À LUZ DA REVELAÇÃO DO MESSIAS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

default FUNDAMENTOS DA FÉ MONOTEÍSTA – À LUZ DA REVELAÇÃO DO MESSIAS

Mensagem por Patrick em Ter 21 Dez 2010, 11:38 am

O ETERNO

I. Cremos que o Eterno é o Único D'us e o Único Gerador de todas as coisas.
II. Cremos que o Eterno é UM, sendo UNO e tendo uma Unidade perfeita.
III. Cremos que o Eterno é a única fonte de vida para todos os seres e para tudo o que veio à existência nos céus e na terra.
IV. Cremos que não existe um outro D'us além do Eterno, nem um segundo que possa se comparar a Ele.
V. Cremos que todos os seres que vieram a existir foram criados pelo Eterno e dependem Dele para continuar a existir.
VI. Cremos que o Eterno é o Único que habita o mundo não existente, pois os céus e a terra não podem contê-Lo na Sua plena manifestação.
VII. Cremos que o Eterno é o Único que tem a plenitude da onisciência, da onipotência e da onipresença. Ele sabe tudo, Ele é o Todo Poderoso e a Sua presença pode se manifestar em qualquer momento, a qualquer hora e na mesma hora e em qualquer lugar.
VIII. Cremos que o Eterno se faz presente através das emanações do Seu espírito, numa medida que seja suportável para aqueles que se aproximam Dele e sentem a Sua presença.
IX. Cremos que existem Sete emanações do espírito do Eterno que transmitem a essência do Seu caráter, Sua grandiosa personalidade e Seu poder, revelando como o Eterno é, o que Ele quer de nós e quais são os Seus propósitos com relação ao mundo existente.
X. Cremos que o Eterno gerou o Mashiach e lhe chamou de Filho, estabelecendo-o como sumo sacerdote do Seu templo espiritual e o mediador entre D'us e os homens.
XI. Cremos que a adoração e o culto só podem ser dirigidos ao Eterno.
XII. Cremos que as orações só devem ser dirigidas ao Eterno.
XIII. Cremos que o Eterno tem o controle de todas as coisas e, apesar de todas as variáveis que possam ocorrer em razão do livre arbítrio, ainda assim, Ele faz com que todas as coisas venham no final a convergir para o cumprimento dos Seus propósitos.
XIV. Cremos que só o Eterno é plenamente Bom, verdadeiramente Justo e possuidor de um Amor incomensurável.
XV. Cremos que o Eterno estabeleceu a Torah como referencial do que é certo e do que é errado, do que lhe agrada e do que não lhe agrada, do que é pecado e do que não é pecado, e de como devemos andar na Sua presença.
XVI. Cremos que o Eterno separou a semente de Abraão para se tornar o Seu povo escolhido e no final dos dias, restaurará Israel e estabelecerá em Jerusalém o Seu governo sobre toda a terra, constituindo o Mashiach Yeshua, o Seu Filho, como o herdeiro do trono de David.
XVII. Cremos que o Judeu aprovado é aquele que foi circunciso na carne e no coração.
XVIII. Cremos que o Eterno ama o ser humano e através da primeira vinda do Mashiach, colheu entre as nações aqueles que hão de ser salvos, a fim de que se juntem aos Judeus aprovados e façam parte também do Seu povo.
XIX. Cremos que o Eterno julgará todos os homens e mulheres, e quanto àqueles que aceitaram os Seus testemunhos e respeitaram a Sua Torah, serão agraciados com a salvação e herdarão a vida Eterna. Mas quanto aos ímpios, incrédulos e pecadores, os quais rejeitaram os Testemunhos do Eterno e desprezaram a Torah, serão condenados pelas suas iniqüidades e lançados no lago de fogo, não gozando do direito à vida eterna.
O MASHIACH
I. Cremos que o Mashiach foi o primeiro homem celestial e espiritual que foi gerado pelo Eterno.
II. Cremos que o Mashiach foi o único ser gerado com substância Divina, a fim de se tornar o representante oficial do Eterno no mundo existente.
III. Cremos que o Eterno tendo gerado o Mashiach com substância Divina, lhe chamou de Filho e lhe deu a terra como herança, tornando-o seu legítimo representante na terra.
IV. Cremos que o Mashiach é completamente dependente do Eterno sobre todos os aspectos.
V. Cremos que o Mashiach não é o Pai, nem uma manifestação de D'us, nem um segundo D'us, mas é o Filho unigênito do Eterno.
VI. Cremos que o Mashiach recebe instruções do Eterno e lhe deve obediência, e mesmo sendo Filho, também exerce a função de servo do Eterno.
VII. Cremos que o Mashiach nunca usurpou a posição de ser igual ao Eterno, e embora tenha sido gerado com substância Divina, se colocou sempre na posição de Filho e servo do Eterno.
VIII. Cremos que o Eterno criou o ser humano tendo como referencial e modelo o Seu Filho, o Mashiach Yeshua.
IX. Cremos que o Eterno exaltou o nome Yeshua, colocando-o acima de todo o nome, excetuando-se sempre o Seu próprio Nome, pois em todas as coisas o Eterno é Soberano.
X. Cremos que devemos nos dirigir ao Eterno em nome de Yeshua, que nos concede o aval de entrarmos na presença do Todo Poderoso.
XI. Cremos que o Mashiach foi constituído como o sumo sacerdote espiritual do Eterno.
XII. Cremos que o Eterno ofereceu o Seu Filho como sacrifício pelo pecado a fim de servir de expiação e gerar filhos semelhantes ao Seu Filho unigênito.
XIII. Cremos que o Mashiach, através do seu sacrifício, se tornou o resgatador da terra e dos homens que foram escolhidos pelo Eterno, tanto os judeus aprovados, como os gentios convertidos.
XIV. Cremos que o sangue derramado do corpo terreno do Mashiach, o qual lhe foi dado pelo Eterno, tem o poder de servir de expiação a fim de livrar da condenação aqueles que aceitam o seu testemunho.
XV. Cremos que o Filho de Elohim recebeu a vida através do Eterno e está sob a autoridade do Eterno.
XVI. Cremos que o Eterno engrandeceu o Seu Filho, o Mashiach, em razão da sua obediência ao oferecer-se como sacrifício pelo pecado, e em razão disto, lhe concedeu o título de Senhor, no sentido de ter autoridade sobre todos os homens e sobre a terra.
XVII. Cremos que mesmo os anjos prestam honra ao Mashiach Yeshua, que foi engrandecido pelo Eterno em razão da sua obediência extrema e da manifestação do seu amor pelos homens.
XVIII. Cremos que o Mashiach foi escolhido pelo Eterno para derrotar todos os seres das trevas e estabelecer na terra o Reino dos Céus.
XIX. Cremos que é a vontade do Eterno engrandecermos o Mashiach, exaltando o seu nome, Yeshua, a fim de que através dele as pessoas possam se achegar ao Eterno.
XX. Cremos que é a vontade do Eterno que nos tornemos semelhantes ao Mashiach e isto ocorre através da aceitação do seu testemunho e da imersão nas suas palavras.
XXI. Cremos que quem rejeitar o Mashiach Yeshua, o Filho de Elohim, está rejeitando o Eterno, porque tudo o que Yeshua falou e fez, foi em plena obediência às ordens e determinações estabelecidas pelo Eterno.
XXII. Cremos que o Eterno estabeleceu Yeshua como Rei e Senhor da terra, estando apenas debaixo da Sua própria autoridade.
XXIII. Cremos que o Eterno estabeleceu Yeshua como pastor sobre todo o Seu povo.
XXIV. Cremos que Yeshua, embora seja constituído como Rei na terra, é príncipe nos Céus, pois O Eterno, bendito seja Ele, é o Rei sobre todos os reis.
XXV. Cremos que Yeshua, sendo o homem celestial e espiritual, é maior do que todos os homens terrenos, e é através dele que o homem terreno se torna homem celestial e espiritual.
XXVI. Cremos que assim como o Mashiach Yeshua depende do Eterno para viver, nós dependemos do Mashiach para termos vida espiritual.
XXVII. Cremos que podemos nos prostrar diante do Mashiach pela sua posição de rei e Senhor, mas não podemos de forma alguma adorá-lo ou prestar-lhe culto, pois isto só pode ser oferecido ao Eterno.
XXVIII. Cremos que no final de todas as coisas, quando o Mashiach vencer todas as forças das trevas e resgatar a terra e todos os escolhidos da terra, ele guiará todos à adoração ao Eterno.
XXIX. Cremos que o Mashiach tinha a plena escolha de se oferecer como sacrifício por nós, ou de se negar, evitando todos aqueles momentos de intensa dor, sofrimento, constrangimento e agonia. Mas ele optou por obedecer ao Eterno e, por um ato de amor, se entregou por nós. Por isto, devemos honrá-lo e amá-lo, pois ele é a porta para nos aproximarmos de D'us em espírito.
XXX. Embora o Mashiach não possa ser adorado nem receber culto, ele pode ser louvado, engrandecido e honrado através de palavras e canções em razão das suas obras que trouxeram à existência a salvação do Eterno aos judeus e a todos aqueles entre as nações que receberam o seu testemunho.
XXXI. Crer na unidade do Eterno, que Ele é UM (UNO), respeitar e obedecer a Torah do Eterno e aceitar o testemunho do Mashiach Yeshua, são a porta para a Salvação e constituem-se no cumprimento pleno da fé monoteísta.

Obs.: Nos manuscritos gregos, todas as vezes que as pessoas se prostravam a Yeshua, o termo usado foi “proscuneo”, que era a saudação usual feita às pessoas importantes e reis, prostrando-se diante deles como sinal de honra e respeito. Quanto ao ato exclusivo de adoração, existe um termo específico em grego que é “sebomai”, e ele só é usado com relação ao Eterno. Assim, embora o Filho de Elohim deva ser engrandecido por nós e possa receber dos homens e dos seres espirituais honra e louvor e glória, só o Eterno, bendito seja Ele, pode receber adoração e culto. O Mashiach cumpre plenamente a função de sumo sacerdote, que é interceder pelo povo, oferecer ofertas (as orações dos justos) ao Eterno, representar o povo diante do Eterno e representar o Eterno diante do povo e ser aquele que guia todos a adorarem o Todo Poderoso, bendito seja Ele.
NOSSA MENSAGEM

Anunciar a conversão a D'us, o único D'us verdadeiro, e a confiança no testemunho de Yeshua, o Messias, o Filho de Elohim, que foi constituído pelo Eterno como Senhor e Salvador daqueles que se convertem a D'us. Ensinar a todos a obediência aos preceitos do Eterno registrados na Torah, distinguindo a aplicação das leis no que se refere aos judeus e aos crentes das nações. Porém isto ocorre quando exaltamos e engrandecemos o nome Yeshua, pois o Eterno estabeleceu este nome acima de todo nome, para que através deste nome sejamos salvos e venhamos a alcançar a vida eterna. Como resultado disto, podemos exercer autoridade espiritual, expulsando demônios, curando os enfermos e fazendo maravilhas em nome do Messias Yeshua, a fim de que se cumpram os propósitos do Eterno de salvar Israel e os escolhidos das nações. Estas são as boas novas da salvação proposta pelo Eterno para os judeus e para as pessoas de todas as nações que venham a abrir o coração para D'us através do testemunho do Seu Filho Yeshua, o Messias.
VERSÍCULOS FUNDAMENTAIS PARA A FÉ MONOTEÍSTA, À LUZ DA REVELAÇÃO DO MESSIAS

1. “E a vida eterna é esta: que conheçam a Ti, o único verdadeiro D'us, e a Yeshua, o Messias, a quem enviaste” (João 17:3).
2. “Todavia para nós há um D’us, o Pai, de quem procede (tem origem) todas as coisas e para quem nos direcionamos (ou: para quem existimos); e um Senhor, Yeshua, o Messias, através de quem são todas as coisas, e nossa existência através dele (ou: de quem recebemos o ser)” (1 Coríntios 8:6)
3. “Testificando aos Judeus, mas também aos gregos, a conversão a D'us e a confiança no Messias Yeshua, nosso Senhor” (Atos 20:21).
4. “Não foram vocês que me escolheram, mas eu escolhi vocês e os estabeleci a fim de que vão e produzam frutos, e os frutos de vocês permaneçam a fim de que se alguém de vocês pedirem ao Pai em meu nome, isto vos será dado” (João 15:16)
5. “Então Yeshua disse: retira-te adversário (Satanás), porque está escrito: a Teu D'us te prostrarás e somente a Ele prestarás culto” (Mateus 4:10)
6. “Visto que há um D'us e um mediador entre D'us e os homens, o homem (celestial) Yeshua, o Messias” (1 Timóteo 2:5)
7. “Eu sou o caminho (delet), a verdade (emet) e a vida (chai), ninguém vem em direção ao Pai senão através de mim” (João 14:6).
8. “Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas tornar pleno (cumprir, plenificar, completar). Porque em verdade vos digo que, até que os céus e a terra passem, nenhum jota (yod - letra hebraica semelhante a um apóstrofo) ou um til (pequenos traços dos quais constituem as letras hebraicas), se omitirá da lei sem que tudo seja cumprido (venha a existência). Qualquer, pois, que violar (tornar nulo, declarar ilegal) um destes menores mandamentos e assim ensinar aos homens será chamado o menor no reino dos céus. Aquele, porém, que os cumprir (observar) e ensinar, será chamado grande no reino dos céus” (Mateus 5:17-19).
9. “Aquele que diz: eu O conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade” (1 João 2:4).
10. “E a vida eterna é esta: que Te conheçam, a Ti só, por único D’us verdadeiro, e a Yeshua Ha Mashiach, a quem enviaste” (João 17:3).
11. “Bendito o D’us e Pai do nosso Senhor Yeshua, o Messias” (Efésios 1:3 e 1 Pedro 1:3).
12. “A ti te foi mostrado para que soubesse que o Eterno é D’us; nenhum outro há, senão Ele. Hoje, saberás e considerarás no teu coração que o Eterno, só Ele é D’us em cima nos céus e embaixo na terra; não há nenhum outro. Lembrai-vos das coisas passadas, da antiguidade: Que Eu sou D’us e não há outro, Eu sou D’us e não há outro como Eu”. (Deuteronômio 4:35,39; Isaías 46:9).
13. “Respondeu Yeshua: Porque o primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Eterno é nosso D’us, o Eterno é UM” (Marcos 12:29, Deuteronômio 6:4).
14. “Todavia para nós há um D’us, o Pai, de quem procede (tem origem) todas as coisas e para quem nos direcionamos (ou: para quem existimos); e um Senhor, Yeshua, o Messias, através de quem são todas as coisas, e nossa existência através dele (ou: de quem recebemos o ser)” (1 Coríntios 8:6).
15. “Assim como o Pai, que vive, me enviou e eu vivo pelo Pai, também aquele que de mim se alimenta viverá por mim... Para que todos sejam um, como Tu, ó Pai, o és em mim, e eu em Ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que Tu me enviaste. E eu dei-lhe a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e Tu em mim... (João 6:57, 17:21 a 23a)
16. “Mas, quando vier o ajudador (intercessor, advogado, conselheiro), o qual eu enviarei a vocês do Pai, o espírito da verdade, o qual flui (vem, procede) do Pai, ele dará testemunho acerca de mim” e “Respondeu Yeshua e disse: Se alguém me ama, observará (guardará) a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos em direção a ele, e faremos nele morada” (João 15:26 e 14:23).
17. “E eu pedirei ao Pai, e Ele dará a vocês um outro ajudador (consolador), a fim de que permaneça para sempre com vocês. Mas, o ajudador (consolador) o espírito do Santo (ou Espírito, o Santo), o qual o Pai enviará em meu nome, esse ensinará a vocês todas as coisas, e trará a lembrança tudo o que tenho falado a vocês. Mas quando vier o ajudador (consolador), o qual eu enviarei para vocês, da parte do Pai, o espírito da verdade, o qual Dele flui (procede, sai), ele dará testemunho a respeito de mim” (João 14:16,26 e 15:26).
18. “E do trono saíam relâmpagos, e trovões, e vozes; e sete lâmpadas de fogo, iluminavam (queimavam) diante do trono, os quais são os sete espíritos de D’us... E olhei, e veja! no meio do trono e dos quatro animais viventes e no meio dos anciãos havia um Cordeiro em pé, como havendo sido morto, e tinha sete chifres e sete olhos, que são os sete espíritos de D’us enviados a toda a terra” (Apocalipse 4:5 e 5:6).
19. “Um rebento sairá do tronco de Jessé e um ramo novo brotará das suas raízes. E sobre ele pousará o espírito do Eterno (1), espírito de sabedoria (2), e de compreensão (3), espírito de conselho (4), e de poder (5), e de conhecimento (6), e temor ao Eterno (7)” (Isaías 11:1,2).
20. “Deste modo, também o Mashiach a sim mesmo não se exaltou (glorificou) para vir a ser sumo sacerdote, mas Ele (o Pai) disse com respeito a seu Filho: Tu és Meu Filho, Eu hoje te gerei. Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque” (Hebreus 5:5,6).
21. “Tornou-se tão grande e mais excelente do que os anjos; quão diferente é o seu nome o qual recebeu por herança. Pois quem disse em algum momento para os anjos: Tu és Meu Filho, Eu hoje te gerei, e outra vez: Eu serei Seu Pai e ele será Meu Filho. Mas, quando novamente, conduziu o primogênito em direção a terra diz: Se prostrem diante dele todos os anjos de D'us. Mas, verdadeiramente, em benefício dos anjos diz: Faz de seus anjos espíritos e dos Seus ministros chamas de fogo. Mas, em benefício do Filho, diz: (Salmos 45:7,Cool O teu trono que é estabelecido por D'us (tradução judaica) ou: o teu trono ó Elohim (tradução evangélica), permanecerá para sempre e eternamente. O cetro de justiça é o cetro do teu reino. Amaste a justiça (observância das leis de D'us) e odiaste a violação da Torah (anomia: desprezo ou violação das Leis), e por isto o Eterno, teu D'us, te ungiu com óleo de alegria dentre todos os teus companheiros. (Hebreus 1:4-9 – carta aos “Judeus Messiânicos” do primeiro século)
22. “Mas, veja, um som proveniente dos céus disse: este é o Meu Filho querido (amado) em quem tenho muita satisfação” (Mateus 3:17).
23. Em Mateus 17:5 o Eterno repete esta declaração e acrescenta: “a ele ouvi”.
24. “Quem subiu ao céu e desceu? quem encerrou os ventos em seus punhos? quem amarrou as águas no seu manto? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o Seu nome, e qual é o nome do Seu Filho, se o sabes?” (Provérbios 30:4).
25. “Contarei o estatuto do Eterno: Ele me disse: Tu és Meu Filho, hoje Te gerei. Pede-Me e Te darei as nações por herança, e os confins da terra por possessão” (Salmos 2:7,Cool.
26. “Quero, entretanto, que vocês observem ser o Messias o cabeça (princípio, na tradução do aramaico) de todo o homem, e o homem o cabeça da mulher; e D’us o cabeça do Messias” (1Coríntios 11:3).
27. “Então Yeshua disse: retira-te adversário (Satanás), porque está escrito: a Teu D'us te prostrarás e somente a Ele prestarás culto” (Mateus 4:10)
a. Obs.: Nos manuscritos gregos, todas as vezes que as pessoas se prostravam a Yeshua, o termo usado foi “proscuneo” que era a saudação usual feita as pessoas importantes e reis, prostrando-se diante deles como sinal de honra e respeito. Quanto ao ato exclusivo de adoração existe um termo específico em grego que é “sebomai”, e ele só é usado com relação ao Eterno. Assim, embora o Filho de Elohim possa ser engrandecido por nós e possa receber dos homens e dos seres espirituais honra e louvor e glória, só o Eterno, bendito seja Ele, pode receber adoração e culto. O Mashiach cumpre plenamente a função de sumo sacerdote, que é interceder pelo povo, oferecer ofertas (as orações dos justos) ao Eterno, representar o povo diante do Eterno e representar o Eterno diante do povo e ser aquele que guia todos a adorarem o Todo Poderoso, bendito seja Ele.

28. “Não foram vocês que me escolheram, mas eu escolhi vocês e os estabeleci a fim de que vão e produzam frutos, e os frutos de vocês permaneçam a fim de que se alguém de vocês pedirem ao Pai em meu nome, isto vos será dado” (João 15:16)
29. “Curem os enfermos e debilitados, tornem limpos (curados) os leprosos, levantem (ressuscitar) os mortos, expeli demônios (expulsar). Recebeste gratuitamente, e assim, ofereça gratuitamente (referente a todo este serviço de tratar, curar, ressuscitar e expelir demônios)” (Mateus 10:Cool.
VERSÍCULOS FUNDAMENTAIS ACERCA DA REVELAÇÃO DE YESHUA, O FILHO DE ELOHIM

1. “A Palavra era (estava) no princípio, A Palavra era (estava) com D’us, A Palavra era (estava) um Elohim (a tradução cabe ou 'um Elohim' ou 'Divino', pois no manuscrito grego não tem o artigo antes de Theós). Ele (A Palavra) era (estava) no princípio com D’us. Todas as coisas vieram à existência através dele, e separado dele, nem mesmo uma coisa veio à existência” (João 1:1-3).

2. “Quem deposita confiança (crer) em direção ao Filho tem a vida eterna. Mas o que nega (não deixar-se persuadir, desobedecer) o filho não verá a vida, mas a ira de Elohim permanecerá sobre ele” (João 3:36).

3. “Mas, Yeshua respondeu e disse-lhes: Amém, Amém, vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, a menos que veja o Pai fazer; porque tudo o que Este fizer, o Filho também semelhantemente o faz” (João 5:19).

4. “A fim de que todos honrem o Filho exatamente como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou” (João 5:23).

5. “Amém, Amém, falo a vocês, quem ouvir a minha Palavra e crer (confiar) Naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em condenação, mas saiu da morte em direção à vida” (João 5:24).

6. “Pois, assim como o Pai tem vida em si mesmo, também, desta maneira, deu ao Filho ter a vida em si mesmo. E lhe deu autoridade para também fazer julgamento, porque é o filho do homem” (João 5:26,27)

7. “O próprio Pai que me enviou é o que dá testemunho acerca de mim...” (João 5:37).

8. “Porque eu desci do céu, não para fazer a minha própria vontade, e sim a vontade daquele que me enviou” (João 6:38).

9. “Respondeu-lhes Yeshua: Não está escrito na Torah de vocês: ‘Eu disse: sois deuses (Elohim)’ Se Ele chamou deuses aqueles pelos quais a Palavra de D’us veio à existência, e a escritura não pode ser quebrada. Aquele, o qual o Pai consagrou e mandou vir ao mundo, dizeis: ‘tu blasfemas’; porque falei: sou Filho de Elohim?” (João 10:34-36).

10. “Eu disse: sois deuses (elohim – título dado aos juízes de Israel (Êxodo 22:9) traduzido como juízes, mas no original 'elohim'), sois todos filhos do Altíssimo (atribuído na época apenas ao povo de Israel). Todavia, como homens (Adam – que veio do pó) morrereis e como um dos príncipes haveis de sucumbir” (Salmos 82:6,7).

11. “Porque eu não tenho falado de mim mesmo; mas o Pai, que me enviou, Ele me deu “mitzvá” (mandamento) sobre o que hei de falar e para quem falar” (João 12:49).

12. “Eu e o Pai somos um” e “Vou para o Pai; porque o meu Pai é maior do que Eu” (João 10:30, 14:28b)

13. “Eu sou o caminho (delet), a verdade (emet) e a vida (chai). Ninguém vem em direção ao Pai, senão através de mim” (João 14:6).

14. “E a vida eterna é esta: que Te conheçam, a Ti só, por único D’us verdadeiro, e a Yeshua Ha Mashiach, a quem enviaste” (João 17:3).

15. “A fim de que todos sejam um, e justamente como Tu, ó Pai, em mim e eu em Ti, que também sejam eles um em nós...” - “O que tem os meus mandamentos e os observa cuidadosamente, este é o que me ama, e quem me ama será amado pelo meu Pai, e eu o amarei e me tornarei conhecido, eu mesmo (meu ser), a ele” (João 17:21, 14:21).

16. “Disse-lhe Yeshua: não me toque porque ainda não subi em direção ao meu Pai, mas persiste no caminho com meus irmãos e dizei a eles: subo em direção ao meu Pai e Pai de vocês, e a meu D'us e D'us de vocês” (João 20:17)

17. “E eu pedirei ao Pai, e Ele dará a vocês um outro ajudador (consolador), a fim de que permaneça para sempre com vocês. Mas, o ajudador (consolador, o espírito do Santo (ou Espírito, o Santo), o qual o Pai enviará em meu nome, esse ensinará a vocês todas as coisas, e trará a lembrança tudo o que tenho falado a vocês. Mas quando vier o ajudador (consolador), o qual eu enviarei para vocês, da parte do Pai, o espírito da verdade, o qual Dele flui (procede, sai), ele dará testemunho a respeito de mim” (João 14:16,26 e 15:26).

18. “Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece bem o Filho exceto o Pai; também ninguém conhece bem o Pai exceto o Filho e aquele a quem o Filho quiser revelar” (Lucas 10:22).

19. “Sigam, então, fazendo discípulos de todas as nações, imergindo-os (batizando-os) em meu nome, ensinando-os a observar cuidadosamente tudo quanto vos tenho ordenado. E veja, sou com vocês todos os dias até a consumação dos séculos” (Mateus 28:19,20)

20. “Respondeu Yeshua: Porque o primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Eterno é nosso D’us, o Eterno é UM” (Marcos 12:29).

21. “Todavia para nós há um D’us, o Pai, de quem procede (tem origem) todas as coisas e para quem nos direcionamos (ou: para quem existimos); e um Senhor, Yeshua, o Messias, através de quem são todas as coisas, e nossa existência através dele (ou: de quem recebemos o ser)” (1 Coríntios 8:6).

22. “Visto que há um D’us e um mediador entre D’us e os homens, o homem, o Messias Yeshua” (1 Timóteo 2:5).

23. “Bendito o D’us e Pai de nosso Senhor Yeshua Ha Mashiach” (Efésios 1:3, 1 Pedro 1:3, 2 Coríntios 1:3)

24. “Quero, entretanto, que vocês observem ser o Messias a cabeça (princípio, na tradução do aramaico) de todo o homem, e o homem o cabeça da mulher; e D’us o cabeça do Messias” (1 Coríntios 11:3).

25. “Ao anjo da igreja dos laodicenses escreve: Estas coisas diz o Amém, a testemunha, o fiel, o verdadeiro (testemunha fiel e verdadeira), aquele que é o princípio (rechit) da criação de D’us” (Apocalipse 3:14).

26. “Pois é necessário que ele (o Messias) reine até colocar todos os inimigos debaixo dos seus pés. O último inimigo a ser destruído (desfeito) é a morte. Porque tudo lhe sujeitou debaixo dos pés. E, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, é claro que se exclui Aquele que lhe sujeitou tudo. Mas, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, o próprio Filho se sujeitará Àquele que todas as coisas lhe sujeitou, a fim de que D'us seja tudo em todas as coisas” (1 Coríntios 15:25-28).

27. “O qual sendo em forma (aparência de D'us e forma como é percebido) de Elohim, não considerou por usurpação ser igual a D’us. Mas ele a si mesmo se esvaziou vindo à existência em semelhança de ser humano, assumindo a forma (aparência de homem terreno e forma como é percebido) de servo. E tendo sido encontrado na aparência de um ser humano, humilhou-se a si mesmo tornando-se obediente até a morte, e morte no madeiro. Pelo que também D’us o exaltou e o agraciou com um nome acima de todo nome. A fim de que em nome de Yeshua, se dobre todos os joelhos, que existem nos céus, que existem na terra e os que estão debaixo da terra. E toda a língua confesse que Yeshua, o Messias, é Senhor, para a glória de D'us, o Pai” (Filipenses 2:6-11).

28. “O primeiro homem teve origem na terra (pó), sendo formado da terra (ou: é terrestre); o segundo homem (o Senhor 'da terra e dos homens') teve origem nos Céus. Tal como o formado da terra, tais são também a espécie dos demais terrestres; e tal como o celestial (o Messias), tais também a espécie dos (homens) celestiais. E assim como nos revestimos (trouxemos) da imagem do que é feito da terra (natureza física), nos revestiremos também (traremos) da imagem do celestial (Messias)” (1 Coríntios 15:47-49).

29. “Apesar de ser Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu” (Hebreus 5:Cool

30. “E não através do sangue de bodes e bezerros, mas através do seu próprio sangue entrou de uma vez por todas no santo dos santos, tendo adquirido uma redenção que nunca termina (eterna)” (Hebreus 9:12)

31. “O qual ofereceu a sim mesmo por nós, a fim de que fossemos libertos pelo pagamento da dívida em razão de toda a violação da Torah (Lei), e também purificar um povo escolhido, zeloso e precioso (aprovado, apropriado) para fazer a obra” (Tito 2:14).

32. “Mas, no caso de caminharmos na luz, como Ele está na luz, temos comunhão mutuamente, e o sangue de Yeshua Ha Mashiach, Seu Filho, nos torna limpo de todo o pecado” (1 João 1:7)

33. “O qual (Yeshua) é a imagem do D’us invisível, o primogênito de toda a criação... Ele (Yeshua) é o brilho refletido da glória, a marca estampada colocada sobre ele, carregando (suportando) todas as coisas pelo poder da sua Palavra falada, fez a purificação em si mesmo dos pecados, e assentou-se à direita da Majestade (o Eterno) nas alturas” (Colossenses 1:15, Hebreus 1:3,13).

34. “Porque os que dantes conheceu, também predeterminou para que sejam conforme a imagem do Seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos” (Romanos 8:29).

35. “A ti te foi mostrado para que soubesse que o Eterno é D’us; nenhum outro há, senão Ele. Hoje, saberás e considerarás no teu coração que o Eterno, só Ele, é D’us em cima nos céus e embaixo na terra; não há nenhum outro. Lembrai-vos das coisas passadas, da antiguidade: Que Eu sou D’us e não há outro, Eu sou D’us e não há outro como Eu”. (Deuteronômio 4:35,39; Isaías 46:9).

Patrick
Colunista
Colunista

Mensagens : 41
Pontos : 124
Data de inscrição : 18/11/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum