Adonay Echad


Seja bem vindo (a)!!!

Últimos assuntos
Bate Papo
Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Seg 08 Fev 2016, 6:29 am
Parceiros



50




50








50




50



50

Parashá Korach - Porção semanal da Torah

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

default Parashá Korach - Porção semanal da Torah

Mensagem por Patrick em Qui 25 Nov 2010, 4:32 pm


SHELACH KORACH (Corá ou Coré): Números 16:1-18:32
INTRODUÇÃO:

“Nem todo aquele que tem o talento de liderança é chamado 
para o serviço do Eterno”
“Aqueles que são chamados, mesmo que não tenham o dom de liderança, são capacitados pelo Eterno”
“Aquele que tem o dom de liderança e se deixa moldar segundo a orientação do espírito do Eterno, pode alcançar uma posição 
maior do que a sua própria capacidade”
“Numa congregação sempre surgirão falsos líderes e falsos seguidores, se opondo a liderança estabelecida pelo Eterno. O segredo é se afastar deles, pois eles sempre caminham em 
direção ao buraco”
“O verdadeiro líder se separa para o Eterno e se torna uma voz para a congregação. O líder falso se separa da liderança estabelecida 
pelo Eterno e se torna a voz dos rebeldes”.
“Toda a liderança precisa passar pelo fogo para ser testada. A liderança estabelecida pelo Eterno é refinada. A liderança ilegal 
foge ou perece pelo fogo”
“Embora a rebelião se manifeste contra a autoridade estabelecida pelo Eterno, na verdade a fonte da rebelião é contra o Eterno”
PRIMEIRA PARTE: Números 16:1-3. Korach é o protótipo do falso líder que tenta usurpar a posição do líder estabelecido pelo Eterno.
Identificando o espírito de Korach, que age em toda a congregação:
Obs.: Segundo a midrash a revolta de Korach surgiu porque o seu primo irmão Elitzafan, que era mais jovem do que ele, por ordem Divina foi nomeado a ocupar o cargo de líder dos filhos de Kehat, o qual Korach se achava no direito de ocupar.
Sentimentos: Rebeldia, ressentimento, inveja e insatisfação.
Atitudes: Assumir liderança ilegal, fazer reuniões ilegais, desacreditar a liderança estabelecida pelo Eterno.
Resultado: Caminha para um buraco e leva juntos seus seguidores.
A fonte da liderança ilegal: Ambição, orgulho e interesses pessoais.
“Mais cedo ou mais tarde tudo desmorona”
LER OS VERSÍCULOS ABAIXO:
* O PROBLEMA:
Lucas 6:39: “Mas contou uma parábola para eles: Pode um cego (mentalmente) se tornar guia (professor) de outro cego? De forma alguma! Ambos caíram no buraco”
*A CAUSA:
Hebreus 12:15: “Vigiem (supervisionar) para que ninguém esteja em falta e se separe da graça de D’us (sentimento de alegria proveniente da presença e da misericórdia do Eterno). Que nenhuma raiz de amargura brote causando perturbação e levando muitos a se contaminarem em razão disto”
TERCEIRA PARTE: Números 16:4-7
O teste do FOGO
O falso líder não sobrevive a provação, ele se desvia ou é queimado.
Embora ele no começo tenha aparência de justo, no final sua boca pronunciará palavras ruins diante do Eterno, transformando o “incenso” em “veneno”, ou seja, a mesma boca que louvou e adorou ao Eterno irá maldizer e em razão disto perecerá.
O destino de todo o rebelde é a morte espiritual.
O TESTE DO FOGO
LÍDER VERDADEIRO X LÍDER FALSO
O fogo purifica O fogo mata
Palavras de louvor e adoração Maledicências
Vida Eterna Condenação Eterna 
Cuida dos discípulos Usa os discípulos
Se sacrifica pelos discípulos Sacrifica os discípulos
QUARTA PARTE: Números 16:12-16 e 28-30 – Não aborreça o servo de D’us.
A pessoa que foi contaminada pelo falso líder cria uma animosidade com o líder verdadeiro, e enxerga nela apenas aspectos negativos.
O Falso líder se torna muito persuasivo e seduz seus seguidores, mas na verdade ele é o pior inimigo dos seus próprios seguidores, pois os levaram a destruição. Ele é um lobo com pele de ovelhas.
A motivação do falso líder é a ambição, a inveja, o ressentimento, a insatisfação, e tudo isto em contato com o fogo gera a morte.
O Eterno ouve as orações dos líderes verdadeiros e trás julgamento sobre os seus inimigos.
*LER O VERSÍCULO ABAIXO:
Hebreus 13:17: “Permitam ser persuadidos pelos seus líderes e não resistam a eles, visto que vigiam em benefício das vossas almas, como quem deve prestar contas. A fim de que façam com alegria e não gemendo, pois isto seria prejudicial para vocês” 
QUINTA PARTE: Números 16:16-24 – O falso líder contamina a muitos.
O homem mal trás destruição não só para ele, mas também para muitos ao seu redor.
O conselho do Eterno é: SEPARE-SE DELE!
Se afaste do falso líder e se afaste da morada do falso líder.
Não ouça e não se deixe persuadir os falsos líderes.
Nunca dê ouvidos ao falso líder, pois ele se torna maquiavelicamente persuasivo.
SEXTA PARTE: Números 16:28-35 – O incenso mata o pecado, mas também mata aqueles que se identificam tanto com o pecado, que são tomados pelo próprio pecado.
O incenso tem um cheiro agradável e espiritualmente serve como expiação e ao mesmo tempo mata a inclinação para o mal, o Yetser Chará. O incenso representa as orações, os louvores e as adorações daqueles que amam o Eterno. Mas quando a pessoa está tão identificada com o pecado ao ponto de se entregar a inclinação do mal, ela morre junto com o pecado. Não é que o incenso virou veneno, mas na verdade o pecado é o veneno que se não for expiado e resistido gera a morte.
O incenso mata o pecado e preserva o homem, mas quando o homem vive na prática do pecado morre juntamente com o veneno.
*LER O VERSÍCULO ABAIXO:
Apocalipse 8:4 “E nas mãos dos anjos (que seguravam o incensário), na presença de D’us subiu a fumaça do incenso, com as orações dos santos”
Atenção: Qualquer pessoa que vive numa prática de pecado voluntário, mesmo que afirme ser de D’us, é mentira, pois quem é nascido de novo e servo do Eterno, embora possa praticar pecados involuntários, não vive na prática de pecados voluntários. Separe-se destas pessoas, não escute suas palavras, não as receba em sua casa e não freqüente a casa deles. 
Temos poder para vencer toda a malignidade, seja o pecado, ou espíritos malignos ou doenças, ou seja, seres espirituais ou microorganismos malignos.
A promessa sobre aqueles que foram gerados de D’us: A semente Divina está naqueles que foram gerados provenientes de D’us.
1 João 3:9: “Todo aquele que é gerado proveniente de D’us não vive na prática do pecado, porque a Sua semente (Divina) permanece nele, e não pode viver pecando, porque é gerado da parte (procedente) de D’us”.
1 João 5:18 “Percebam que todo o que é gerado proveniente de D’us não vive em pecado. Mas o gerado da parte (procedente) de D’us se guarda (se preserva), e a malignidade (física ou espiritual) não adere a ele”
Esta promessa como as outras é ativada pela Fé. Através de um passo de Fé.
1 João 5:4,5: “Porque todo o gerado da parte de D’us conquista a vitória (sai vitorioso) no mundo e esta é a vitória para prevalecer (conquistar vitórias) no mundo, a nossa fé. Quem é aquele que conquista a vitória no mundo, senão o que deposita confiança (crê) que Yeshua é o Filho de D’us”
Professar a Fé diante de muitas testemunhas consolida a vitória. A palavra da Fé.
É preciso lutar, pois a mente é atacada pela dúvida e todos os argumento que procedem da dúvida, e isto deve ocorrer através da confissão constante na mente de um versículo que alimenta a fé para a vitória.
A batalha da Fé ocorre na nossa mente e no nosso coração, mas só se torna efetiva quando brota um sentimento genuíno de confiança no Eterno que atrai a fé espiritual, a qual é um dom proveniente do espírito de D’us.

1 Timóteo 6:12: “Se esforce com zelo, como em uma competição, pela boa batalha da Fé, tomando posse da vida eterna, pela qual também foste chamado e também professaste como algo que é bom, declarando isto na presença de muitas testemunhas”
O livramento de On (Prov. 14:1). A sua mulher lhe persuadiu, de forma sábia, a se separar dos rebeldes, e isto salvou a sua vida e a sua casa.
Korach quis se elevar ao posto mais alto da congregação do Eterno, pelo orgulho e ambição, mas no final foi para no lugar mais baixo da terra, o abismo.
Segundo os sábios (rabinos) o tribunal celeste condena a partir dos 20 anos de idade. Por outro lado o tribunal terreno condena à partir dos 13 anos. Mas o pecado de Korach foi tão grave que pessoas de todas as idades foram condenadas, tanto velhos como crianças, adultos e jovens sem distinção de idade.
A rebelião motivada pela ambição e o orgulho foi o primeiro pecado, o qual deu origem a todos os pecados posteriores. O diabo ambicionou na verdade o lugar o Filho de Elohim, Yeshua, e querendo alcançar o lugar mais alto, onde está o trono de D’us, no final será lançado no lugar mais baixo, o abismo, e em seguida no lago de fogo. Yeshua, por sua vez, foi designado pelo Eterno para vencer o diabo e seus demônios, e estabelecer na terra uma morada para o espírito do Eterno.
SÉTIMA PARTE: Números 17:6-15 – A contaminação foi maior do que pareceu.
Como é perigoso ouvir os rebeldes. Além da casa de Korach e dos 250 homens, 14700 também morreram entre o nosso povo, pois os seus corações foram contaminados pela semente da rebeldia.
CONCLUSÃO: Números 17:21-26 – A vara florescerá sobre aqueles que o Eterno escolheu, os quais perseveraram no caminho, obedecendo ao Eterno e ao mesmo tempo fazendo teshuvah (retorno, arrependimento) cada vez que cometeram erros.
O Eterno ajuda os seus servos e os faz prevalecer.
O SEGREDO: Vers. 26: “E fez Moisés de acordo como ordenou-lhe o Eterno, assim ele fez”
O SEGREDO é fazer as coisas pela motivação certa, segundo a vontade do Eterno, e com a intenção de obedecer e agradar a D’us.
*REGULAMENTAÇÃO DO DÍZIMO:
Números 18:24-26:
“Maasser Rishon (Dízimo)
“Terumat Maasere” (Dízimo dos Dízimos)

Patrick
Colunista
Colunista

Mensagens : 41
Pontos : 124
Data de inscrição : 18/11/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum